Lições da Escuridão


Exercício difícil esse de escrever ou falar alguma coisa sobre Lições da Escuridão. É bastante curioso por exemplo que este documentário de Werner Herzog apresente apenas duas entrevistas: uma delas com uma mulher que, traumatizada, tem dificuldades para falar e outra seja sobre uma criança que, obrigada a testemunhar a morte do pai, se recusa a continuar aprendendo a falar.

O filme mostra as consequências da guerra no Kuwait. Cidades destruídas e lagos de petróleo, e um cenário assustador de florestas mortas, numa escala apocalíptica. Aliás, é assustador que um diretor tão racional e cético quanto Herzog não encontre outras palavras para descrever suas imagens do que uma leitura do livro do Apocalipse da Bíblia.

Curto em duração, mas forte como poucos em impacto, Lições da Escuridão pode ser visto como um pequeno conto de terror sobre o fim da humanidade. E ao mostrar os trabalhadores da indústria de petróleo entediados incendiando novamente os jatos de petróleo só para poderem apagá-los (e portanto, ter alguma coisa para fazer), não resta dúvida de que a visão de Herzog sobre o fim do mundo é muito mais realista e assustadora do que poderíamos imaginar.

NOTA: 10

0 comentários:

Real Time Web Analytics