Ninja Assassino


James McTeigue não me enganou em V de Vingança: para mim, estava óbvio que o diretor estava mais interessado no visual do que na temática forte da obra. Se você não achava isso, espere só até ver esse desastre  monumental que é Ninja Assassino, definitivamente um dos piores filmes do ano, e dos últimos anos. Um bom exemplo do tamanho da cagada é o seguinte diálogo:

"(...) - As árvores devem seguir seu coração...

 - Mas árvores não tem coração!

 - Eu acredito que tudo tem coração...

(pausa dramática loooooooooooonga para:)

 - Eu não tenho. (...)"

Sério, precisa dizer mais alguma coisa?

Bem, pior que precisa.

Muitos vão culpar o astro oriental Rain, ou o resto do elenco pela desgraça cometida. Não os defendo, pois estão todos antipáticos e sem carisma algum. Mas a culpa é toda do diretor James McTeigue, primeiro por ter achado que conseguiria contar aquela história com aquele rascunho de roteiro. Segundo, porque é mais do que óbvio que Ninja Assassino tenta ser um Kill Bill mais sério, ou seja, a preocupação com o visual sem qualquer senso de humor. E a preocupação com o visual que eu comento é completa e puramente estética, já que há um momento inacreditável em que vemos vários carros e tanques invadindo um local, embora na cena seguinte, possamos ver que o local está no pico de uma montanha! Brrr....

Não sou grande fã de Kill Bill, mas ao menos a sensação ao final era de que havia me divertido. Em Ninja Assassino, a sensação foi de tortura. 

NOTA: 0

0 comentários:

Real Time Web Analytics