A Armação


Filmes baseados em livros de John Grisham são normalmente previsíveis, mas não por isso ruins, como são exemplo O Júri, Tempo de Matar, O Cliente ou O Homem que Fazia Chover. Mas esta adaptação dirigida por Robert Altman tenta retirar um pouco da grandiosidade da história para se concentrar mais nos personagens, uma decisão que cria um filme diferente, mas com sérios poblemas.

A Armação conta a história de um advogado que depois de passar uma noite com uma garota, acaba se envolvendo com o grave problema dela com o pai, que parece violento e ensandecido. Depois de conseguir uma rápida vitória no tribunal para prender o pai da garota, ele logo escapa da prisão, fazendo ameaças não apenas a filha, como também a toda a família do advogado.

A históia é boa, mas não é impressionante. O melhor são as relações entre os personagens, e as interpretações: Kenneth Branagh está excelente como o pobre advogado rico, assim como Robert Downey Jr, como o capanga do sujeito. E o sempre genial Robert Duvall faz de seu personagem um vilão muito acima da média.

Infelizmente, a decisão do diretor de dar mais atenção aos personagens do que na história só funciona bem até o desfecho, quando começam perseguições de carro e afins, que surgem de maneira nada natural. A impressão é de que começou outro filme ali.

Mesmo assim, vale uma conferida.

NOTA: 7

0 comentários:

Real Time Web Analytics