Um Homem Sério


"Aceite o mistério..."

Donos de uma carreira incrivelmente consistente, os Irmãos Coen demonstraram seu escárnio ao estrelato que receberam depois de Onde os Fracos Não Têm Vez ao realizarem em seguida o divertidíssimo Queime Depois de Ler. E para surpreender ainda mais, Um Homem Sério, seu mais recente trabalho é um drama existencialista que, mesmo que conte com momentos de humor, é um filme muito mais sério e melancólico do que eles jamais fizeram.

Um Homem Sério conta a história de Larry Gopnik, um professor de Física que começa a ver sua vida desabar aos poucos, com sua mulher decidindo se divorciar dele, seu irmão mais velho que mora em seu sofá, e jamais sai do banheiro, o que enfurece seus dois filhos, que nem parecem ligar para o fato de que ele é obrigado a se mudar.

Alguns consideram Um Homem Sério um trabalho mais autobiográfico dos irmãos Coen, afinal a história se passa numa comunidade de judeus na época em que eles eram crianças, mas isso ão transparece de maneira óbvia. O filme lida com um tema que está sempre presente nas obras dos diretores, que é a fé. Porém, se em seu filmes anteriores isso vinha acompanhado por figuras que representavam o mal ou o bem, aqui isso está completamente desfeito: até mesmo o homem que roubou a mulher de Larry passa longe de parecer um canalha ou algo do tipo.

O drama de Larry é o de ter passado a vida inteira acreditando na maneira como Hashem atuava em sua vida, como se cada coisa boa fosse recompensada imediatamente, assim como cada coisa ruim também. Portanto, quando tudo em sua vida começa a dar errado, sem que ele saiba se fez algo ruim, ele não apenas passa a questionar seu Deus, como também a ordem que acreditava que existia no universo, algo que demonstra uma enorme passividade em como ele leva sua vida. Porém, os diretores passam longe de uma visão cínica a respeito do conflito do protagonista com a fé (como um Religulous, por exemplo) e grande parte da qualidade de Um Homem Sério vem na maneira poética como os diretores filmam os rituais religiosos.

Repleto de complexidade e beleza, Um Homem Sério é mais uma obra-prima dos irmãos Coen, cineastas que fazem valer a pena continuar indo ao cinema, como prova o misterioso desfecho deste filme, que ao negar uma conclusão convencional ao espectador, também mostra o controle poderoso dos diretores em sua obra, ao fazer ali mais uma declaração poderosa e relevante para a trama, assim como a introdução que pode parecer completamente deslocada para os desatentos.

NOTA: 10

3 comentários:

Dave Coelho disse...

Fantásticos: o filme e o texto.
Os Coen viraram um selo de 'veja esse filme'. Demais :)

Marconi disse...

Um dos melhores filmes de 2009.
http://cinespaco.blogspot.com/

Pedro Tavares disse...

Genial. Até agora, o melhor do ano.

Real Time Web Analytics