Mais filmes que não deram tempo...

Pois é... procura de emprego somada a uma gripe maldita foram os responsáveis dessa vez. Enfim:

Abismo do Medo 2 (The Descent: Part 2 - Dir. Jon Harris) - Continuação bem-sucedida em como mantém a tensão, e com algumas boas idéias no roteiro. Mas o final é vergonhosamente ruim. NOTA: 7,5

As Horas (The Hours - Dir. Stephen Daldry) - Um olhar fascinante sobre a depressão. Em meio a tantas interpretações geniais das mulheres do elenco, um destaque para a pequena e dolorosa participação de Ed Harris. NOTA: 10

As Strippers Zumbi (The Zombie Strippers - Dir. Jay Lee) - Tosco, mal feito, mal dirigido, mal escrito e mal atuado. Repleto de mulheres peladas e piadas de mal gosto. Adorei. NOTA: 7

A Teta Assustada (La Teta Asustada - Dir. Claudia Llosa) - Melancólico e curiosamente engraçado, o filme conta uma história simples e triste, de maneira criativa e otimista. Belíssimo. NOTA: 10

Crime Delicado (Dir. Beto Brant) - Adaptação complicada, difícil, mas bem sucedida. Beto Brant se supera na direção, enquanto Marco Ricca prova (de novo) que é o melhor ator do cinema nacional. NOTA: 8

Educação (Education - Dir. Lone Scherfig) - Todos os elogios feitos ao mediano (500) Dias com Ela deveriam ser dedicados a este ótimo Educação. NOTA: 9

Embriagado de Amor (Punch Drunk Love - Dir. Paul Thomas Anderson) - Comédia romântica esquisita e inusitada, com o diferencial de ter o talento de P.T. Anderson na direção e uma atuação surpreendente de Adam Sandler. NOTA: 8,5

Em Teu Nome (Dir. Paulo Nascimento) - A história é boa, e ao contrário da mídia "especializada", acho que faltam filmes sobre a Ditadura Militar no Brasil. Mas Em Teu Nome é irregular demais. NOTA: 4

Repulsa ao Sexo (Repulsion - Dir. Roman Polanski) - Tenso, claustrofóbico e perturbador. Direção magnífica de Polanski em sua primeira obra-prima. NOTA: 10

Sedução (Cracks - Dir. Jordan Scott) - A história é interessante, e Jordan Scott se mostra um diretor exemplar. Mas o filme sofre com a atuação fraca de Eva Green, que chega a lembrar o Jack Sparrow de Johnny Depp de tantos chiliques. NOTA: 4

Simplesmente Feliz (Happy-Go-Lucky - Dir. Mike Leigh) - Sally Hawkins dá uma aula de interpretação nesta comédia inusitada e inteligente de Mike Leigh. NOTA: 10

1 comentários:

Marconi disse...

Já vi "as horas" e "educação". Gosto muito dos dois. Vou tomar o resto como recomendações. Pra ver ou não.

Real Time Web Analytics