O Preço da Traição


Refilmagem do mediano Nathalie X de Anne Fontaine, O Preço da Traição mantém a proposta, mas melhora consideravelmente a dramaturgia. Atom Egoyan, responsável pelos maravilhosos Exótica, O Doce Amanhã e Adoração volta a mostrar sua habilidade em contar histórias de maneira intrigante, mesmo que dessa vez não utilize de narrativa não-linear (que é quase uma marca do cineasta).

No filme, um casal enfrenta uma crise depois de vários anos de casamento, que se agrava depois que David perde o avião (propositalmente), e acaba perdendo a festa de aniversário que Catherine preparou. Depois de ver uma mensagem no celular dele de uma garota, Catherine decide contratar uma garota de programa, Chloe, para que ela o seduza e ela tenha certeza da infidelidade do marido. Porém, não demora muito para que Catherine comece a perceber que Chloe tem muito mais poder na "brincadeira" do que imaginava.

Interpretada por Julianne Moore, Catherine é uma personagem muito mais bem desenvolvida do que a esposa do filme original, e os conflitos entre ela e seu filho, assim como a sua estranha relação com Chloe se mostram profundos e são trabalhados de maneira excepcional pela atriz e pelo diretor. 

E por falar em Chloe, Amanda Seyfried finalmente atua em um filme, realizando um trabalho complexo e instigante como a garota de programa (e vale dizer que a entrega das atrizes numa cena... hum... caliente é corajoso e era fundamental para a história). E fechando o elenco, Liam Neeson atua discreto e perfeito como David, já que sua suposta infidelidade pode fazer de sua tranquilidade, um semblante frio de um homem distante e sua relação.

 O único calcanhar de Aquiles é o final, que apesar de infinitamente superior ao de Nathalie X (que era simplório, no mínimo), soa um pouco forçado, ao contrário do excepcional e discreto desenvolvimento da história que viamos até então. Mesmo assim, a cena final é perfeita em sua mensagem, e por mais que não responda, e sim, soe como mais uma questão, o fato é que a questão é corajosa o suficiente para, mais uma vez, mostrar porque Atom Egoyan é um dos grandes cineastas da atualidade.

NOTA: 8,5

0 comentários:

Real Time Web Analytics