Fúria de Titãs (2010)


Fúria de Titãs cumpre exatamente o que prometia: porrada e ação em meio a deuses gregos. E infelizmente é só. E se tem algo a mais que o filme prova é que Louis Leterrier é o diretor mais indicado para histórias que envolvam criaturas gigantes batalhando (como também mostrou no ótimo climax de O Incrível Hulk). 

Contando com um elenco excelente, que inclui Sam Worthington, Liam Neeson e Ralph Fiennes (aliás: Neeson e Fiennes como antagonistas me lembrou A Lista de Schindler, mas divago), Leterrier parece confiar mais no ritmo da história e no visual caprichado do que em contar a história realmente, o que é o principal defeito de Fúria de Titãs. E prova disso é perceber como os poucos momentos de humor ou que envolvem algum desenvolvimento dos personagens soam completamente deslocados no meio do filme.

Mesmo assim, as cenas de ação são realmente incríveis, com destaque óbvio ao "Release the Kraken", que surge como um clímax inacreditavelmente tenso, e confesso que o preço do ingresso se pagou quando a criatura surgiu em cena. E os efeitos especiais que desempenham uma função importantíssima para a história são muitíssimo bem feitos, e os escorpiões gigantes e o Pégaso são outras provas disso.

Ou seja: quem esperava um filmaço complexo, certamente vai ficar decepcionado. E seguindo a lógica que comentei em 2012, o filme cumpriu o que me prometeu. E para blockbusters tresloucados e descontrolados, às vezes já é mais do que bom.

NOTA: 7,5

4 comentários:

Dave Coelho disse...

Ótimo texto, Lipka.
É um pouco estranho que um filme sobre Mitologia Grega dê enfase às sequencias de ação e seja vazio de texto. Mas os efeitos são tão convincentes (vi em 2D), que eu não tive como não empolgar. O que foi aquele Hades? Fiquei torcendo por ele.
Abração :)

Quéroul disse...

eu queria ver muito, mas vou ter que esperar lançar em dvd.

tenho aquele amor pelo original, e tava louca pra ver como eles destruíram a magia nesse novo.
e tb queria MUITO ver o Sam Worthington, só pq eu achei ele liiiiiiiiiiiiiiiiiiiindo no Avatar.
hahaha.

mas tô sem esperança pra esse filme. é curiosidade mórbida mesmo.
=*

Marconi disse...

Concordo plenamente com o que disse. O filme se baseia na qualidade de seus efeitos e cenas de ação, mas história profunda mesmo que é bom, nada.

Who? disse...

Esse filme acabou com a possibilidade de lançarem God of War adapto do jogo de Playstation.

Lamento, não por se tratar de um game de sucesso, mas pelo fato de God of War ter uma história muito bem estruturada e baseada/adaptada na Titanomaquia, que foi escrita na Grécia Antiga e conta, incrivelmente, a guerra entre Deuses e Titãs.

Real Time Web Analytics