Batman - O Cavaleiro das Trevas


Injustiças acontecem: sempre vai ter gente que vai dizer que Batman - O Cavaleiro das Trevas só ganhou a atenção pela morte precoce e trágica de Heath Ledger. Tremanda bobagem. Depois da resposta mais do que positiva do público ao excelente Batman Begins, e sua deixa magnífica para a entrada do Coringa na trama, somado a uma das campanhas de marketing mais inteligentes já vistas já eram suficientes para isso.

Mas O Cavaleiro das Trevas não quis ser apenas uma sequência qualquer, até porque "um filme qualquer" não deve existir no vocabulário de Christopher Nolan: o filme é um verdadeiro épico sombrio e dramático, provavelmente, um dos épicos mais pesados já realizados. Em meio a cenas gigantes e extremamente bem realizadas de ação, é o sombrio e pesado conflito psicológico entre Batman e o Coringa que se destaca na narrativa.

Aliás, o roteiro escrito por Christopher Nolan, Jonathan Nolan e (pasmem) David S. Goyer usa um recurso mais do que inteligente para que o filme funcione: o verdadeiro arco dramático da obra é o de Harvey Dent, novo promotor de Gotham. Além disso, os poucos defeitos de Batman Begins são devidamente corrigidos aqui, como as piadinhas que se encaixam muito mais organicamente na narrativa, e o visual mais realista (apesar que a viradinha da moto na parede não me desce ainda...).

Christian Bale interpreta Bruce Wayne de maneira ainda melhor, surpreendendo nas cenas mais dramáticas, e é uma pena que sua performance sutil e brilhante tenha sido injustamente ignorada. E enquanto Morgan Freeman, Gary Oldman e Michael Caine voltam com sua competência habitual, Maggie Gylenhaal recebe a ingrata tarefa de substituir Katie Holmes, se saindo bem. E se Aaron Eckhart faz de Harvey Duas-Caras o personagem mais trágico de toda a trama com a melhor performance de sua ótima carreira, Heath Ledger óbviamente é o grande destaque: seu Coringa é uma força da natureza; a perfeita definição de 'caos' que Werner Herzog sempre quis fazer.

Batman - O Cavaleiro das Trevas é um verdadeiro clássico, memorável obra-prima do cinema, e junto com Watchmen - O Filme, vai se tornar a maior referência de adaptações de histórias em quadrinhos para o cinema. Fica até difícil imaginar como será sua continuação, já que é impossível pensar em como Nolan irá superar este brilhante trabalho.

NOTA: 10

1 comentários:

Alisson Kalil disse...

Assisti ontem e... put*merd*. Ledger já tá fazendo falta.

Real Time Web Analytics