Sin City - A Cidade do Pecado


Junto com o excelente Watchmen - O Filme, Sin City - A Cidade do Pecado é a melhor adaptação para o cinema de histórias em quadrinhos no sentido estético. E assim como a adaptação da obra de Alan Moore, o filme é extremamente fiel ao material de origem. Robert Rodriguez é um bom diretor, mas só encontrou aqui um material que combinasse perfeitamente com seu estilo visual, característica que torna Sin City um filme coeso e magnífico.

A obra faz uma espécie de crônicas de uma cidade (aparentemente, baseada em Las Vegas): políticos e figuras religiosas apoiam estupros e canibalismo; prostitutas se protegem com metralhadoras, e os criminosos parecem figuras com código de honra de faroeste. O visual do filme lembra um film-noir no meio de uma viagem de ácido. O uso de cores é muito bem sucedido, funcionando não apenas esteticamente, como tematicamente. Contando com um elenco repleto de figurinhas conhecidas, Bruce Willis e Mickey Rourke surgem como os grandes destaques da obra, seguidos de perto por Clive Owen e Rosario Dawson, enquanto Elijah Wood e Benicio Del Toro parecem se divertir como nunca em seus papéis bizarros.

Rodriguez mostrou 'cojones' ao aceitar a expulsão do Sindicato de Diretores por chamar Frank Miller para co-dirigir o filme, mas ele fez bem (lamentável é pensar que logo depois, Frank Miller foi fazer o pavoroso The Spirit). Violento, divertido e muito, mas muito discutível moralmente (algo que pode ser um defeito, mas novamente, está na lógica da própria história), Sin City é um filme sensacional por não se preocupar com a mania hollywoodiana de suavizar suas histórias para o grande público, se apresentando assim como uma obra forte e madura.

NOTA: 10

1 comentários:

Adriano Mendes disse...

O filme é, literalmente, baseado na graphic novel. Todos os diálogos da GN estão no filme (alguns são acrescentados), posições dos personagens, tudo!

Real Time Web Analytics