O Elo Perdido


Adaptação do antigo seriado de TV, O Elo Perdido sofre do mesmo mal de Eu, Robô, no qual o filme foi claramente transformado para se adequar a persona de Will Smith. O Elo Perdido foi adaptado para Will Ferrell num resultado terrível. Além disso, o fraquinho Brad Silberling dirige o filme sem qualquer inspiração.

O Elo Perdido tem seus momentos engraçados, principalmente quando se concentra em Will Ferrell e Danny McBride, mas é curioso como estes momentos acabam atrapalhando ainda mais o filme, cujo roteiro episódico jamais explora os personagens e o absurdo das situações de maneira realmente criativa ou até divertida. Os efeitos especiais e a direção de arte parecem saídos de algum filme de fantasia dos anos 80. 

Brad Silberling comete vários absurdos na direção que só pioram ainda mais as coisas: quando os personagens fogem de dois dinossauros, por exemplo, reparem como jamais sabemos onde eles estão, num descuido primário e estúpido. Além disso, se o filme tentou ser uma homenagem a série, fracassa ainda mais nesse sentido. A idéia, provavelmente, era fazer o que Ben Stiller fez por Starsky e Hutch. O resultado é um desastre.

NOTA: 2

0 comentários:

Real Time Web Analytics