As Torres Gêmeas



Diretor de currículo invejável e de fortes opiniões políticas, Oliver Stone parece ter se perdido completamente em seus últimos filmes, como Alexandre e esse As Torres Gêmeas, que não é um filme ruim, mas tem raríssimos momentos que mostram o talento do diretor. O filme acompanha uma equipe policial que acaba sendo uma das primeiras a entrar no World Trade Center para ajudar na evacuação. Porém, logo após a primeira explosão, apenas dois deles sobrevivem (Nicolas Cage e Michael Peña) em meio aos escombros.

Em seu início, As Torres Gêmeas é excelente: mostrando o amanhecer na cidade e os diversos personagens se preparando para seu dia no trabalho, a legenda que apresenta a data 11/09/2001 por si só acaba causando impacto. Além disso, a montagem nesse início apresenta suas cenas com paciência, e a maneira como Stone filmou os aviões batendo nas torres foi, no mínimo, uma escolha respeitosa e elegante. Infelizmente, depois deste início promissor, o filme adota uma estrutura aborrecida de flashbacks que atrapalha completamente a maneira como a trama caminhava.

Mas ainda pior: numa legenda que aparece no final do filme, somos informados que houveram 20 pessoas resgatadas com vida nos escombros do World Trade Center. Ou seja, porque um diretor ousado e que já havia demonstrado um controle invejável em tramas complexas (como JFK, por exemplo) decidiu contar a história de apenas dois destes sobreviventes? Afinal, se a ambição do filme era justamente ser um retrato da solidariedade do povo de Nova York após a tragédia, porque não relembrar de todos os que tentaram salvar pessoas e acabaram ficando presos em meio aos escombros?

Mesmo assim, As Torres Gêmeas tem momentos fortes e emocionantes, como o plano "Google Earth" de Nova York que em seguida mostra o espanto da notícia em diversas regiões do mundo. E mais uma vez, cade o Oliver Stone que realizou Platoon e Assassinos por Natureza? Ora, o mínimo que se esperaria de um diretor de currículo repleto de obras marcadas pelas suas polêmicas posições políticas seria um comentário sobre como o presidente Bush, através de discursos estúpidos e repletos de ódio conseguiu a proeza de transformar o seu país que foi atacado como o vilão da história. E as polêmicas envolvendo o fato de que as torres pareceram (muito) terem sido implodidas, somada com o fato pouco lembrado de que um terceiro prédio foi ao chão aquele dia (também implodido) são apenas citados de maneira discreta pelo filme, o que também é uma pena. Enfim, As Torres Gêmeas é um bom filme, mas que empalidece feio se comparado a Vôo United 93 de Paul Greengrass, e também diante de qualquer outro filme de Oliver Stone. Uma pena.

NOTA: 6,5

0 comentários:

Real Time Web Analytics