Desejo e Perigo



Romance com doses de suspense e erotismo, Desejo e Perigo é provavelmente o filme mais fraco de Ang Lee desde O Tigre e o Dragão. Contando com um roteiro incrivelmente irregular e durando duas horas de meia, o filme é interessante e bem feito, mas jamais atinge o nível de outras obras do diretor, como Tempestade de Gelo ou O Segredo de Brokeback Mountain.

O filme começa bem, mostrando os esforços de um grupo de teatro chinês para se envolver na guerra entre o país e o Japão. Eles se disfarçam para ter acesso aos inimigos, e Wang Jiazhi acaba se envolvendo com o poderoso Sr. Yee. O relacionamento dos personagens, que deveria ser o centro da obra é frustrante, e é triste ver um diretor como Ang Lee se concentrando num romance tão bobo e desinteressante: todos os diálogos do casal são filmados de maneira cuidadosa, os atores fazem boas pausas dramáticas, mas seus diálogos são no mínimo pífios (e o filme só piora quando os dois começam a "discutir política"). Por outro lado, Lee filma as cenas de sexo entre eles de maneira ousada e quase explicíta, algo fundamental para explorar o relacionamento dos dois.

Infelizmente, o roteiro apesar de momentos inspirados (como a apresentação de teatro do grupo, de longe a melhor cena) o filme é extremamente irregular em seu desenvolvimento, e para cada uma cena inspirada, somos obrigados a aguentar umas cinco que dizem pouco. E a montagem não é apenas irregular, como terrivelmente desinspirada, tornando suas duas horas e meia quase insuportáveis. O que é uma pena quando isso vêm de um grande diretor como Ang Lee. E se por um lado sou obrigado a reconhecer seu óbvio esforço como artista para desenvolver a obra, como a belíssima rima visual envolvendo o casal e um espelho, por outro lado não posso deixar de reconhecer que me senti enrolado durante o tempo todo.

NOTA: 4

0 comentários:

Real Time Web Analytics