Quem Matou o Carro Elétrico?



Se eu acho que meu blog tem uma falha, ela se encontra no fato de que não sei direito o que escrever sobre documentários. Sim, me empolguei escrevendo sobre Na Captura dos Friedmans, mas foi muito mais pela história singular e brutal do longa: já sobre Sicko ou The Corporation, dois filmes obrigatórios para formadores de opinião, eu não sinto a necessidade de complementar ou sublinhar o que é dito. Sinto muito mais a necessidade de dizer alto: ASSISTAM!

Por exemplo, não acho que Quem Matou o Carro Elétrico? seja um documentário perfeito: para começar, a última meia hora me incomodou muito ao fazer o público chegar a conclusões; se a partir da metade o filme vai mostrando os suspeitos pelo 'assassinato' do carro elétrico, logo depois o filme começa a apresentar o veredito, de maneira rápida e calculada, algo que um documentário que serve para abrir debates provavelmente não deveria fazer.

Mesmo assim, a história apresentada pelo filme é tão extraordinária e compexa que, independente de suas qualidades, ele merece ser visto. A narrativa apresenta uma baita cagada da General Motors. Depois de produzirem os primeiros modelos de EV1's, carros elétricos fartamente elogiados pelos ex-usuários dele, a compania começou a boicotar o próprio produto: de um lado, a equipe de publicidade fazia campanhas horríveis e tenebrosas com o carro em paisagens quase apocalípticas, enquanto a equipe de vendas começara a dar os carros para celebridades como Mel Gibson e Tom Hanks para ajudar a imagem do produto perante o público.

Mas o mais inexplicável foi o fato da GM em seguida ter resolhido todos os carros e destruído-os, algo que só foi descoberto pois vários usuários do carro começaram a investigar a situação. E se hoje em dia a GM está falida, esse documentário nos ajuda a entender o porque: a empresa que desde 1970 estava na vanguarda da tecnologia dos carros elétricos simplesmente boicotou o próprio produto, apenas para ficar chupando o dedo ao ver a Toyota lucrar com o Pryus.

Mesmo falhando em seu ato final, Quem Matou o Carro Elétrico? é um documentário interessantíssimo e com um tema que vai demorar para ficar ultrapassado. E seu formato enxuto (tem menos de uma hora e meia) e a maneira como lida com o problema de forma direta fazem dele um ótimo entretenimento, assim como o excelente Corporation.

NOTA: 8,5

2 comentários:

O Cara da Locadora disse...

Eu não entendo também de documentários... Gostei muito pois o tema muito me interessa, comentei ele lá no blog tb,..

youtubeiando disse...

Novo link Multi-Subtitles http://www.youtube.com/watch?v=FD1CUdsCqvE

Real Time Web Analytics