Sexta-Feira 13 (2009)


 
Começa bem, com um mini-resumo do que virou a franquia nos últimos e terríveis filmes da série. Dá a impressão de que será um filme imprevisível e diferente... mas não é, e não foi por falta de tentativa. O diretor Marcus Nispel e equipe tentaram ao máximo fazer um Batman Begins do Jason Voorhees, deixando suas aparições assustadoras mais realistas, mas não consegue tirar a previsibilidade da coisa toda. O resultado é que temos o filme do Jason mais realista e bem feito, mas com os mesmos defeitos de sempre.

Mesmo assim, este novo Sexta-Feira 13 sobrevive como um filme decente de terror, e os fão de gore vão se divertir com as técnicas cruéis do querido Jason. Aliás, se o filme tem uma coisa boa é mostrar que Jason é mais espertinho que nos outros filmes: os melhores momentos do longa surgem de estratégias bem comandadas pelo grandalhão, mas aí está o Calcanhar de Aquiles da coisa: se Jason é inteligente assim, fica difícil acreditar que ele acreditaria na falsa imagem de figura materna que certa personagem acaba representando pra ele, o que estraga a coisa toda no final, mas fazer o que?

De qualquer forma, o filme não é ruim, e apresenta no mínimo um recomeço decente da franquia, já que convenhamos: qual tinha sido a última vez que alguém tinha ficado com medo do Jason?

NOTA: 7

2 comentários:

Mari disse...

Achei legalzinho. Nota 5!

O Cara da Locadora disse...

Nhé, achei menos que legalzinho... Nem 5, rs...

Real Time Web Analytics