Se Beber, Não Case




Quando escrevi sobre Eu Te Amo, Cara, citei algumas das melhores comédias lançadas este ano e também citei Se Beber, Não Case por confiar no talento dos envolvidos e pela incrível recepção que teve junto ao público, se tornando o sucesso mais inesperado do ano. E merece mesmo: é uma comédia engraçadíssima, com um roteiro inteligente, e uma direção inspirada de Todd Philips.

A trama, todo mundo sabe: os padrinhos de casamento do amigo vão fazer a despedida de solteiro em Las Vegas e acabam perdendo o noivo depois de uma noitada. O roteiro é surpreendentemente bem estruturado, mostrando aos poucos o tamanho da bizarrice da situação, usando não apenas de gags mas também de um sutil suspense que embala o filme. Vale dizer, que a direção de Philips é a grande responsável pelo ótimo andamento da narrativa e por apostar numa lógica mais "realista" para as gags que outras comédias.

O elenco todo está em uníssono, perfeito, jamais exagerando, mesmo quando interpretam caricaturas (o mafioso chinês, ou a prostituta boazinha). A participação de Mike Tyson, vale dizer, é inspiradíssima.

Se Beber, Não Case é uma grande surpresa e um prato cheio para quem adora uma comédia, gênero aliás, que mais vêm se mostrando satisfatório nesse ano de 2009, já que até as não TÃO geniais, como Pagando Bem, Que Mal Tem? valem muito a pena assistir.

NOTA: 10

0 comentários:

Real Time Web Analytics