Um Cão Andaluz




Professores de faculdades ainda vão encher o saco de muitos alunos procurando respostas na semi-ótica para Um Cão Andaluz, obra mais conhecida de Luis Buñuel e escrita em parceria com Salvador Dalí. Não significa absolutamente nada, é um recorte de pesadelos montado com rara maestria. A montagem é a grande força do filme, suas cenas chocantes até hoje são difíceis de superar.

Quem não vai com a cara do Surrealismo pelo que ele é, vai encher o saco, acusar de falta de lógica, ou pior, achar que a obra tem alguma mensagem subliminar. Quem conhece o Surealismo sabe que seu propósito é justamente a falta de lógica, estética ou narrativa. Mas fazer o que.

NOTA: 10

2 comentários:

John disse...

Não concordo completamente com o que você postou. Quando o Freud fez toda a teoria da psicanálise, ele procurava encontrar respostas no sonho (e no inconsciente, em geral). Eu acredito que o filme possa ser analisado, sim. O propósito do Surrealismo não é primariamente a falta de lógica; isso é uma consequência da nossa percepção consciente. Agora, um movimento que realmente acaba com a lógica e a estética é o Dadaísmo...

Abraço, velhow \o

Tiago Lipka disse...

Concordo em parte com o que você disse, mas o próprio Buñuel afirma que não há lógica nesses filmes. E que é justamente essa falta de lógica que era a idéia deles (algo que ele não seguiu até o fim da carreira, obviamente), mas não ligue: meu protesto foi muito mais contra entendidos da arte que interpretam algo e acham que eles estão mais certos que os outros. o/

Valeu o/

Real Time Web Analytics