Twin Peaks - Os Últimos Dias de Laura Palmer



Depois que a série Twin Peaks foi cancelada, David Lynch decidiu dar um adeus mais adequado a sua obra. Como o título anuncia, o filme conta os últimos dias de Laura Palmer e seu convívio na cidade de Twin Peaks. Antes, porém, o filme dedica o ato inicial ao assassinato de Teresa Banks (personagem citada na série). O filme fecha algumas poucas pontas soltas, mas parece mais uma desculpa para Lynch brincar mais livremente com sua obra que, antes, tinha que passar na TV e não podia ter violência e sexo.

E violência e sexo é o que não falta no filme. Suas cenas mais inusitadas tem algum desses elementos (para se ter uma idéia, a cena mais engraçada vem logo depois de uma cabeça explodir). O filme não é uma maravilha, mas faz juz a obra como um todo. Algumas cenas estão entre as melhores que Lynch já fez, como a cena com David Bowie e o sonho de Laura com um estranho quadro com uma porta.

Twin Peaks - Os Últimos Dias de Laura Palmer merece ser visto por quem conhece a série, já que só assim funciona de verdade. Quem não acompanhou a série pode achar excêntrico e intrigante e gostar, mas quem viu a série sabe que o filme tem muito pouco de misterioso. E isso fica como o defeito do filme. Chove no molhado, sublinha algumas frases, mas pouco tem a complementar.

NOTA: 7,5

0 comentários:

Real Time Web Analytics