O Casamento de Rachel



Foi bastante elogiado pela crítica, e eu entendo perfeitamente o porque. É um filme bem escrito, e maravilhosamente atuado por todo o elenco, que transmite uma sensação única de união familiar (algo extremamente raro, diga-se de passagem). Mas infelizmente, os elogios a O Casamento de Rachel param por aí.

O filme conta a história de Kym, uma garota problema (interpretada com talento por Anne Hathaway) que vai até a casa de seu pai para ver o (doh') casamento de Rachel, sua irmã. Porém, o passado de Kym, somado a animosidade da festa, acaba trazendo grandes conflitos em meio a celebração.

Jonathan Demme acaba exagerando demais na proposta meio Dogma 95 da obra. É irritante ver os convidados da festa usando câmeras HDV caríssimas registrando o casamento (em uma cena, contei três usando a mesma câmera, modelo e marca). Além disso, baixo orçamento ou filme independente nunca foi, e nunca será sinônimo de desleixo, algo que marca quase todo o primeiro ato da narrativa. Há uma cena em que Kym caminha pelos corredores da casa e a câmera a segue num ângulo baixo, que me deixou vermelho de vergonha: ali estava o diretor de O Silêncio dos Inocentes e Filadélfia fazendo o que parecia ser a subjetiva de um cachorro... por outro lado, a experiência de Demme beneficia várias cenas pesadas, principalmente o confronto entre Kym e sua mãe.

Enfim, de qualquer modo o roteiro é bacana, bem escrito, mas dá uma sensação de trabalho incompleto. Não que eu não goste de sutileza, como a usada aqui, mas por mais que eu admire a maneira em que o filme se encerra (que é corajosa em si), não dá pra dizer que a experiência ficou completa. E é lamentável que o filme dê mais atenção para babaquices (a desnecessária cena de sexo e a discussão clichê de quem vai ser a madrinha) do que para momentos marcantes de família. Faltou algo do pai da família, da mãe, não sei. Sei lá, mas faltou algo. E só reclamo porque os personagens foram tão bem construídos, do roteiro até as atuações, que me pareceu um desperdício passar quase duas horas ao lado deles sem uma despedida apropriada.

NOTA: 7,5

PS: Só eu, ou mais alguém achou a Rachel chata pra caralho?

1 comentários:

Mari disse...

Desidratei pra caramba no filme...mas não gostei mto, achei bem fraquinho. A Raquel é chata, mas a Kim também é, acho que não gostei do personagem de nenhuma das duas!Nota 5!

Real Time Web Analytics