Morte no Funeral



Dirigido pelo, vá lá, competente Frank Oz (de Será Que Ele É?), Morte no Funeral é um filme fraquinho salvo pelas boas piadas do roteiro e, principalmente, do elenco. O roteiro e a direção soam esquisitos, parece uma peça de teatro transformada de qualquer jeito num filme (observem as marcações de cena). Mesmo assim, consegue divertir pelo inusitado da situação. É um filme de saboroso humor negro e britânico.

O melhor do filme são as cenas em que a família se encontra toda reunida. São os momentos em que o roteiro realmente funciona, mesclando bem a narrativa e as histórias dos personagens. O problema é quando as histórias ficam "isoladas", já que se algumas funcionam bem (o pobre sujeito que tomou Valium e o anão) outras parecem encheção de linguiça (principalmente, a paixão de um personagem pela infeliz que vai casar com o sujeito do Valium). De qualquer maneira, vale a pena ser visto.

NOTA: 7,5

1 comentários:

Luix disse...

É, concordo. Pra mim ganha as cenas que têm o anão.

Real Time Web Analytics