O Leitor



Mesmo sendo um filme de Holocausto, O Leitor surpreende pela temática e pelo simples fato de não vermos o Holocausto. Somos colocados na mesma posição que o povo alemão durante a Segunda Guerra: espectadores passivos da situação. Só por isso, o filme já seria digo de nota, mas ele vai muito além disso.

Dirigido pelo sempre competente Stephen Daldry (de Billy Elliot e As Horas), O Leitor conta a história de Michael, um adolescente de 15 anos que começa um relacionamento com uma mulher mais velha, Hanna (Kate Winslet). Depois de algum tempo, Hanna desaparece sem deixar vestígios. Os dois acabam se reencontrando quando Michael, já aluno de Direito, assiste o julgamento de carcereiras do campo de concentração de Auschwitz. Uma delas, é justamente Hanna.

O único defeito do filme diz respeito a não-linearidade que o filme assume de início. As cenas com Ralph Fiennes que são colocados no início e no meio do filme são deslocadas, mesmo que somem bastante ao conjunto final. Mas fora isso, o roteiro é genial ao equilibrar o romance com o pesado pano de fundo da narrativa. Kate Winslet definitivamente mereceu o Oscar por sua bela interpretação de Hanna, e o filme apresenta seu lado corajoso ao fazer o espectador se afeiçoar a sua personagem. Não é a toa, que próximo do final, quando Michael reencontra uma sobrevivente do Holocausto, o diálogo soe tão frio. Michael é o silêncio, a cumplicidade de uma nação envergonhada. E como a sobrevivente diz, "Nada sai dos campos, nada". O perdão ou qualquer outro sentimento não fazem juz a tamanho sofrimento.

NOTA: 9,5

1 comentários:

mari disse...

Nota 9! Adorei o filme. Kate Winslet esta maravilhosa como sempre. O que mais mexeu comigo foi o fato de no final eu realmente não saber se torcia contra ou favor de Hanna. Talvez por não terem mostrado o Holocausto que eu tenha ficado nessa duvida, e acho que durante o filme acabei me apegando à personagem. Nossa, esse é o maior comentário que eu já postei! =)

Real Time Web Analytics