Superbad - É Hoje




Seth Rogen hoje, é O cara quando falamos sobre comédia. Escrito por ele e seu amigo, Evan Goldberg (e aparentemente, baseado em fatos reais...), Superbad não foi só a melhor comédia de 2007: foi também um dos melhores filmes do ano, e a melhor comédia da década. O talentoso Judd Apatow (que produziu o filme) vem realizando uma estratégia certeira que justifica a qualidade de seus filmes. Passar seus roteiros de humor sujo, e chamar diretores realmente bons e talentosos para assumí-los, algo que leva Superbad a outro nível, e a bola da vez foi Greg Mottola.

O filme conta a aventura dos três amigos Evan (Michael Cera), Seth (Jonah Hill) e Fogell (Christopher Mintz-Plasse, a grande revelação do projeto) para conseguir comprar bebidas para a última festa do colegial, e assim, conseguirem finalmente transar com as garotas que desejaram o ano inteiro.

Só que para conseguirem as bebidas, eles contam com a carteira de identidade falsa que Fogell consegue com o nome de... McLovin, havaiano de 25 anos (e doador de órgãos). Misture na história, os dois policiais mais incompetentes e divertidos da história do cinema (Seth Rogen e Bill Hader, apontando armas e organizando uma perseguição grandiosa... dentro de um bar, para pegar um bêbado...) e o resultado é uma comédia de deixar as bochechas de qualquer um doendo.

Contando com o mesmo senso de humor doentio de O Virgem de 40 Anos e Ligeiramente Grávidos, Superbad também divide outra importante característica com as duas obras anteriores da trupe: a parte dramática, bem construída que humaniza e torna seus personagens em verdadeiros camarados do espectador. Aqui temos a separação dos amigos Evan e Seth, que irão para faculdades diferentes, e que apesar de passarem o fime inteiro dizendo que não ligam para isso, o espectador sente como aquilo está sendo difícil para eles, e vale dizer que Michael Cera e Jonah Hill tem uma química maravilhosa, o que ajuda e muito. Aliás, química é o que não falta para todo o elenco, sendo até difícil destacar alguém em especial.

Superbad - É Hoje é um filme sobre camaradagem pura, e o sucesso da produção é que esse senso de camaradagem é compartilhado com o espectador. E é suprendente que numa produção com tantos palavrões e tanto sexo, o desfecho consiga ser feliz e melancólico ao mesmo tempo, deixando um sorriso em quem assiste que demora bastante para sair.

NOTA: 10

2 comentários:

Mari disse...

Com certeza absoluta é 10!.....Uma das comédias mais engraçadas que já assisti, não é a melhor pq tenho certeza que Segurando as Pontas vai se tornar minha comédia favorita!=)
Ótimo texto Lipka. Como sempre! ;)

Beijos!

Alexandre disse...

Realmente fazia muito tempo que eu naum via uma comédia taum foda assim heuheuheuheue... muito bom, Superbad apavora!!!
E ótemos textos rapaiz, muito bom!!!

Real Time Web Analytics