Brazil - O Filme



Obra-prima absoluta do talentoso Terry Gilliam, Brazil é uma mistura esquisita de ficção científica, fantasia e comédia que funciona perfeitamente. Neste filme, Gilliam ainda mostra suas influências do Monty Python ao falar sobre um futuro absurdo, fortemente baseado na obra 1984 de George Orwell.

Jonathan Pryce é Sam Lowry, um funcionário exemplar de um setor sem futuro do governo, que tem uma mãe influente e viciada em cirurgias plásticas que faz de tudo para ver o filhos subir na carreira. Sam, apesar de ser um burocrata dos mais malas, é um sonhador. Em seus sonhos, se imagina voando, e sempre salvando uma donzela. É então que Sam acaba vendo a tal donzela na vida real: ela se chama Jill Layton, e é uma "terrorista" procurada pelo governo.  Ele decide aceitar o emprego que relutava no Ministério das Informações para salvar Jill de ser interrogada (ou melhor, torturada) pelo seu melhor amigo, Jack (Michael Palin, outro ex-Python).

Gilliam fez o seu melhor trabalho na direção em Brazil, algo que não é pouco, se considerarmos que estamos falando do diretor de Os 12 Macacos ou O Pescador de Ilusões, por exemplo. Seu estilo anárquico cai como uma luva para o estilo visual exigido pelo roteiro. A abertura do filme, em que um programa de TV mostra a entrevista de um poderoso homem do governo falando sobre terrorismo é brilhante: o programa é exibido inicialmente numa loja que explode; depois numa TV que continuou funcionando no local da explosão; depois no escritório onde ocorre um erro num documento, que causa a cena seguinte; uma família assiste o programa de TV, as crianças vão dormir esperando Papai Noel, quando por causa do erro no documento, a polícia invade violentamente a casa e leva o pobre homem preso para um interrogatório.

As cenas fantasiosas, com Sam voando e enfrentando criaturas sombrias, são geniais e não soam intrusivas. Pelo contrário, acrescentam muito a narrativa, e principalmente ao personagem. Além disso, Gilliam equilibra bem o humor do filme com momentos dramáticos, e para notar isso, basta pensarmos no destino da personagem que faz pláticas através de ácido, mas talvez o momento dramático mais impactante seja a triste cena em que Sam visita a casa da Sra. Buttle. Já os momentos mais engraçados vem com Ian Holm, na divertidíssima caracterização do chefe de Sam.

Misturando vários elementos de maneira brilhante, que caminham para um final melancólico e apocalíptico, Brazil - O Filme é uma obra inesquecível, que merece ser conferida.

NOTA: 10

0 comentários:

Real Time Web Analytics