Filhos da Esperança



Nada melhor que iniciar este blog com esta obra-prima. Marquem minhas palavras: ignorado por público e imprensa aqui no Brasil enquanto estava nos cinemas, o filme do diretor Alfonso Cuarón (E Sua Mãe Também) ainda será lembrado como uma das obras mais importantes dessa década.

Filhos da Esperança mostra um futuro apocalíptico, mergulhado no caos e na pobreza, em que a humanidade se tornou estéril. O último bebê nasceu a longíquos 18 anos antes da história do filme começar. É aí que Theo (Clive Owen) é chamado por Julian (Julianne Moore), sua ex-esposa para proteger uma "fúgi", ou melhor, uma imigrante ilegal para que ela possa viajar até uma costa. Theo aceita a proposta e só depois descobre o que está em jogo: a tal da garota está grávida.

Terrorismo, fanatismo religioso, miséria, imigração... apesar de se passar no ano de 2027 e com uma premissa absurda (mas bem aplicada, tornando-se funcional), Filhos da Esperança não é uma ficção científica aos moldes de Matrix, ou Blade Runner. Ainda bem. O filme mostra um futuro com favelas feitas com aço, corpos queimados entre os mendigos. Filmado com câmera na mão, ainda passa a sensação de estar documentando aquele futuro, com longos plano-sequências, o que torna tudo mais assustador. Aliás, quem achar um plano sequência melhor que o da batalha no final do filme e de uma cena que se passa dentro de um carro, ganha um doce.

Clive Owen vive o papel de sua carreira com Theo, numa atuação minimalista e marcante. Michael Caine está brilhante (pra variar...) e Julianne Moore passa a credibilidade necessária para que permaneça em nossa mente até o final.

Nota: 10

4 comentários:

roger disse...

Tu bem sabe que não compartilho das partes "obra-prima" e "mais importante filme da década" (ainda que diga que não até ser muito importante no futuro), mas também acho um puta filme....

puta filme? ja nao ta bom nao?

=)

Tiago Lipka disse...

hehehe... Já está suficiente...

Abraço!

Phill disse...

Po kra vc ja me falou sobre esse filme, ainda quero assisti-lo, po muito boa a ideia do blog, abraço!

Bárbara disse...

Mais importante filme da década é Diamante de Sangue !

tsc tsc tsc

xD

Real Time Web Analytics